Sexta-feira, 14 de junho de 2024
informe o texto

Artigos / Cibele Castro

Por que a Fisioterapia Pélvica é cercada de tabus?

Muitas vezes assuntos relacionados à saúde e ao bem-estar são envoltos em mistério e tabus, e a Fisioterapia Pélvica não é exceção. No entanto, é fundamental romper com essas barreiras para promover o conhecimento e o cuidado adequado.

A Fisioterapia Pélvica é uma especialidade que visa tratar disfunções relacionadas à região pélvica, como incontinência urinária, disfunção sexual, dor pélvica crônica, entre outras condições que podem afetar tanto homens quanto mulheres.

É surpreendente como mesmo em uma era de ampla informação, persistem os mitos e a falta de conhecimento em torno dessa área. Muitas pessoas ainda se sentem desconfortáveis em discutir abertamente suas questões pélvicas, o que pode resultar em adiamento do tratamento e comprometimento da qualidade de vida.

A Fisioterapia Pélvica oferece uma abordagem não invasiva e eficaz para o tratamento dessas disfunções. Através de técnicas como exercícios, terapia manual e biofeedback, o fisioterapeuta especializado auxilia os pacientes a fortalecerem os músculos do assoalho pélvico, melhorando o controle da bexiga, a função sexual e reduzindo a dor.

Inclusive muitas mulheres deixam de buscar a fisioterapia pélvica por não saberem como funciona, acharem que é
só quando se tem alguma disfunção que deve ser procurado.

O primeiro passo será uma conversa, onde a fisioterapeuta pélvica para que ela saiba o que levou a paciente a procurar ajuda, descobrindo assim um pouco mais da sua história, pois dela é possível observar onde tem alguma falha ou trauma que esteja levando a disfunção.

Essa parte é essencial!

Depois vem a avaliação física, a postura, como estão os músculos do abdômen, da pelve, musculatura de forma geral e suas mobilidades.

Dependendo de como esteja a paciente no dia, e claro que com sua autorização, fazemos a avaliação do assoalho pélvico, observando como está a força da musculatura vaginal, a coordenação, o relaxamento, se tem alguns pontos de tensão e como está a função desses músculos. Havendo necessidade, são solicitados exames complementares. 

Com uma avaliação bem feita, é possível programar um tratamento adequado, melhor definido e individualizado, pensando nas queixas e necessidades da paciente.

É fundamental desmistificar e conscientizar sobre a importância da Fisioterapia Pélvica, permitindo que mais pessoas se beneficiem desse cuidado. Vamos juntos quebrar os tabus e promover a saúde e o bem-estar!

Dra. Cibele Castro é fisioterapeuta pélvica e integra a equipe do Instituto Eladium 

Cibele Castro

Cibele Castro
Dra. Cibele Castro é fisioterapeuta pélvica 
ver artigos
 
Sitevip Internet
Fale conosco via WhatsApp